• Localização:
    Estrada Turística do Morro do Saboó, 10.501
    São Roque - SP | CEP: 18132-680

  • Contato:
    +55 (11) 4717-9377
    vendas@sri.ind.br

› UNIÕES DE TUBOS MaxiVIC

A linha de produtos MaxiVIC®, para união entre tubos de diferentes diâmetros e diferentes materiais, não requer qualquer preparo prévio dos tubos e está disponível em diversos diâmetros.

Tubos de aço, ferro fundido, alumínio, cobre, polietileno, PVC, fibrocimento, amianto ou cerâmica podem receber a união MaxiVIC® com plena garantia de estanqueidade. Robustas, resistentes à corrosão e projetadas para ter durabilidade superior a dos tubos, são utilizadas em redes de distribuição de gás no Brasil e no mundo.

A linha MaxiVIC® é composta por vários modelos, além de permitir a união entre dois tubos, também permite a montagem de tubos com acessórios de tubulações, como válvulas, filtros, bombas, derivações ou outras conexões.

Todos os modelos da linha MaxiVIC® absorvem desalinhamento angular e movimentação axial da tubulação, atuando como uma junta de expansão, decorrente de sua forma construtiva. A geometria do anel de vedação em borracha assegura estanqueidade mesmo em tubos com superfícies oxidadas.

› Características principais:

• Aplicável em tubulações para gás natural, água, esgoto, ar comprimido, produtos químicos e derivados de petróleo.
• União de tubos de aço, ferro fundido, fibrocimento, cerâmica, polietileno, PVC, etc.
• Quando utilizadas com tubos de polietileno, estes deverão ser reforçados internamente com buchas de inserção.
• Formas construtivas: retas, reduções, tampões, uniões flangeadas, roscadas e construções especiais.
• Pressões de teste: 25 bar (Hidrostático) e 15 bar (Pneumático).
• Pressões de trabalho: 16 bar (Fluidos) e 10 bar (Gases).
• Fabricadas em ferro fundido nodular.
• Anéis de vedação em borracha NBR para uso com gás natural, óleos e solventes em geral.
• Porcas e parafusos forjados em aço carbono, com revestimento bicromatizado ou em aço inoxidável.
• Revestimentos: Padrão – pintura sintética. Sob encomenda – epóxi líquida, epóxi depositado eletrostaticamente ou galvanizado.
• Absorvem desalinhamentos angulares de até 6º.
• Permitem movimentação axial dos tubos, dispensando juntas de dilatação.
• Temperaturas admissíveis: de -20ºC a 90ºC.
• Testadas e aprovadas pelo IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas e Comgás.


› CONEXÕES MECÂNICAS VICflexGRIP

As conexões mecânicas VICflexGRIP, foram desenvolvidas para a união de tubos metálicos ponta lisa e tubos em polietileno, para a utilização em ramais de distribuição de gás ou água.

Robustas e resistentes à corrosão e com eficiente sistema de vedação, garantem alta durabilidade e confiabilidade.

A forma construtiva das conexões mecânicas VICflexGRIP, com corpo alongado, propicia uma perfeita acomodação dos tubos unidos, independentemente da perpendicularidade de suas extremidades, permitindo uma montagem simples e rápida através do aperto das porcas.

› Características principais:

• Utilização em tubulações de gás, água, ar comprimido e produtos químicos.
• Quando utilizadas com tubos em polietileno, estes deverão ser reforçados internamente com buchas de inserção.
• Pressões de teste: 25 bar (Hidrostático) e 15 bar (Pneumático).
• Pressões de trabalho: 16 bar (líquidos) e 10 bar (gases).
• Temperaturas admissíveis: de -20ºC a 90ºC.
• Sistema de vedação composto por cone de travamento, anel de encosto e anel de vedação conferindo uma perfeita estanqueidade.
• Torque recomendado para aperto das porcas na montagem: 6 Nm.
• Formas construtivas e tamanhos especiais, desenvolvidos sob consulta.
• Corpo e porcas em ferro fundido nodular ASTM A 395, pintados com tinta epóxi.
• Anéis de vedação em borracha nitrílica DIN 3535 (NBR EB 362).
• Cones de travamento e anéis de encosto em aço carbono laminado, temperado e revestido.

Informações técnicas:


› TRANSIÇÕES METAL – PE

A linha de conexões de transição metal – PE é utilizada em redes de distribuição de gás e líquidos, na interface entre tubulação em polietileno e tubulação metálica.

Concebida a partir de um moderno projeto, a linha de conexões de transição metal – PE segue todos os requisitos estabelecidos internacionalmente, assim como o processo de fabricação assegura uma conexão permanente com resistência superior à do próprio tubo em polietileno. Testes de pressão em 100% das conexões asseguram total confiabilidade, eficiência e garantia.

Normalmente produzida para tubos em aço, pode também ser fornecida para tubulações em outros metais, como alumínio, latão e cobre, sem qualquer risco quanto a estanqueidade.

A linha de conexões de transição é composta por vários modelos que permitem, além da união entre dois tubos, a montagem entre tubos em polietileno e acessórios usualmente utilizados em tubulações metálicas, como válvulas, filtros, derivações ou outras conexões.

› Características principais:

• Aplicável em instalações de gás natural, GLP a redes de água potável, onde há a necessidade de converter a tubulação metálica para o polietileno.
• Pressões de teste: 25 bar (Hidrostático) e 15 bar (Pneumático).
• Pressões de trabalho: 16 bar (Fluidos) e 10 bar (Gases).
• Temperaturas admissíveis: de -15ºC a 60ºC.
• Tubo metálico em aço carbono ASTM A 106 / API 5L, schedule 40 ou 80, pintados com esmalte sintético. Sob encomenda, as transições também podem ser fabricadas com tubo em alumínio, latão ou cobre.
• Tubo em polietileno de alta densidade PE 80 ou PE 100 (SDR 11). Comprimento da extremidade suficiente para permitir soldas por eletrofusão ou termofusão.
• Corpo da transição fabricado em aço carbono, ferro fundido nodular, alumínio ou latão.
• Anel de vedação O-ring em borracha nitrílica DIN 3535 (NBR EB 362) ou em fluoropolímero.
• Quando for utilizada uma conexão mecânica na extremidade em polietileno, esta deve ser reforçada internamente com bucha de inserção.


› JUNTAS DE ISOLAMENTO ELÉTRICO INVEL

As juntas de isolamento elétrico tipo monobloco INVEL, são utilizadas para isolar eletricamente dois trechos da tubulação em aço. Limitam a corrente de fuga, eliminam curto-circuitos e otimizam a proteção catódica, conferindo considerável economia nos custos de manutenção de redes de distribuição de gás.

O projeto monobloco atende a todos os requisitos internacionalmente estabelecidos e o processo de fabricação, aliado à qualidade dos materiais empregados e os testes realizados em 100% das juntas, asseguram total confiabilidade, eficiência e garantia.

Normalmente produzidas para conexão por solda, podem também ser fornecidas com extremidades flangeadas ou roscadas. São utilizadas tanto em aplicações aéreas como enterradas, sem a necessidade de qualquer preparo especial e não requerem manutenção.

As juntas de isolamento elétrico tipo monobloco INVEL estão disponíveis em vários diâmetros e nas classes de pressão ANSI 150, ANSI 300 e ANSI 600. Apresentam excelentes valores de resistência elétrica e eficiente vedação, mesmo nos casos em que são submetidas à flexão e tensões torcionais.

› Características principais:

• Adequadas para a utilização com água, gás natural, GLP, gases metano, butano e propano, óleos e outros fluidos não corrosivos.
• Fabricadas em tubos de aço API 5L-Gr. B, Schedule 80 até DN 1 1/2” e Schedule 40 a partir de DN 2”.
• Isolamento elétrico em resina epóxi com características específicas para a sua aplicação e vedações em borracha NBR.
• Revestimento externo anti-corrosivo.
• Extremidades para solda conforme norma ANSI/ASME B.16.25 e flangeadas conforme norma ANSI B.16.5.
• Temperaturas admissíveis: -20ºC a 70ºC.
• Teste hidrostático: 1,5 vezes a máxima pressão de trabalho.
• Teste de resistência à tensão (no ar seco): 3.000 V, 60 Hz durante 60 segundos.
• Teste de resistência elétrica (no ar seco): aplicação de 1.000 V de corrente contínua durante 60 segundos – resistência mínima 5 Mohm.


› FILTROS PARA GÁS

O Filtro Mini T foi desenvolvido para utilização com gás natural em conjuntos de regulagem e medição, tanto instalados em pontos comerciais quanto residenciais.

A pressão máxima de trabalho é de 19 barg. Os Filtros Mini T retém partículas indesejadas no sistema, garantindo a integridade e o bom funcionamento dos equipamentos instalados à jusante.

Podem atender também a várias aplicações e requisitos particulares, sendo fabricados em diversas alternativas construtivas no que diz respeito a materiais, revestimentos e conexões.

A sólida concepção construtiva e os materiais de alta qualidade empregados garantem excelente desempenho e longa durabilidade aos Filtros Mini T.

› Características principais:

• Elemento filtrante: Cartucho com dispositivo de contenção de partículas sólidas dentro do elemento, fabricado em fibras celulósicas impregnadas com resina fenólica.
• Vedação: Borracha nitrílica conforme norma ASTM D 1418.
• Material: Ferro fundido conforme norma NBR 6590 (GGG 40).
• Acabamento superficial: Galvanização a fogo, conforme norma NBR 6943 ou zincagem eletrolítica.
• Conexões: Entrada/Saída em rosca fêmea BSP (NBR NM ISO 7.1), plug de limpeza em rosca mecânica (NBR 8133).
• Classe de pressão: 150 libras/pol².
• Temperaturas admissíveis: de -5°C a 80°C.
• Tamanhos: DN 1”, DN 1 ½”, DN 2”.
• Grau de filtração: 20 µm e 75 µm.

Informações técnicas:


› CONEXÕES PARA GÁS

Adaptadores, cotovelos e tubetes metálicos com conexões roscadas, para utilização com reguladores de pressão e medidores de gás, em instalações residenciais.